Tatiana Leskova – Bailarina de Corpo e Alma” é o tema do Theatro Municipal Palco Livre

0
88

Theatro Municipal Palco Livre, Vale e Petrobras apresentam “Tatiana Leskova – Bailarina de Corpo e Alma” com a participação de Ana Botafogo, Nora Esteves, Paulo Melgaço e da convidada especial Tatiana Leskova

Theatro Municipal Palco Livre

 

Depois de uma pequena parada em janeiro, o Theatro Municipal Palco Livre está de volta, agora, na última quinta-feira do mês e com a escolha do tema feita pelo público. Na live do dia 25 de fevereiro, os internautas optaram por  “História e Vida de Tatiana” com quase 50% dos votos. O bate-papo vai contar com a presença ilustre das estrelas Ana Botafogo e Nora Esteves, ambas primeiras bailarinas do Theatro Municipal do Rio de Janeiro que farão uma homenagem à lendária dama da dança, Tatiana Leskova, a convidada especial. Como mediador, o professor e pesquisador da Escola Estadual de Dança Maria Olenewa, Paulo Melgaço. A bailarina e diretora Tatiana Leskova é considerada uma grande parceira do Municipal por ter dedicado 40 anos de sua vida ao Theatro e por ter sido fundamental para o desenvolvimento do Corpo de Baile, lançando diversos talentos nacionais e internacionais.

Convidada Especial: Tatiana Leskova – Foto Arquivo Pessoal

Sobre Tatiana Leskova

 Leskova iniciou os estudos de balé aos 10 anos e aos 14, iniciou a carreira profissional como estagiária no Opera Comique de Paris. Aos 17 anos, passou a integrar o Original Ballet Russo, uma das principais companhias de dança do mundo, chegando em Londres às vésperas da eclosão da Segunda Guerra Mundial. Entre 1939 e 1944, permaneceu na Companhia, atuando como uma das principais estrelas em turnês na Austrália, Estados Unidos e América do Sul. Em 1944, resolveu morar no Rio de Janeiro, passando a dançar no Cassino Copacabana. Com o fechamento dos cassinos no Brasil, Tatiana criou o Ballet Society, que reunia vários jovens bailarinos. Em 1950, Tatiana se vincula profissionalmente ao Theatro Municipal, iniciando carreira como maître e coreógrafa do Corpo de Baile.  Durante os seus oito anos de gestão, inúmeras inovações foram adotadas e, graças ao trabalho árduo junto aos bailarinos, Tatiana fez do Municipal um grande celeiro de jovens e talentosos bailarinos, tornando célebre e respeitável internacionalmente o Ballet do Theatro. Graças a seu talento e bom relacionamento com renomados profissionais da dança, recebeu nas temporadas do Municipal bailarinos como Serge Lifar, Violeta Elvin, John  Field, Tamara Toumanova, Norah Kovach e coreógrafos consagrados como Vaslav Veltchek, Nina Verchinina e o lendário Leonide Massine, bailarino que substituiu Nijinsky na companhia de Sergei Diaghlev e coreógrafo do Ballet Russo de Monte-Carlo. Massine atuou nas temporadas de 1955 e 1956 do Municipal. Importantes companhias de balé como a do Opera de Paris, o American Ballet Theatre e bailarinos do Teatro Bolshoi de Moscou fizeram parte das temporadas do teatro na década de 1950, consolidando o Municipal como um ponto obrigatório das turnês internacionais. Tatiana coreografou grandes produções, como as óperas “Izaht “(1952) e “Descobrimento do Brasil” (1960, juntamente com Eugenia Feodorova e depois em 1961, 1970, 1971, 1974 e 1987), de Villa-Lobos; o bailado “O Espantalho” (1954), de Francisco Mignone , “O Galo de Ouro”, versão de M. Fokine, em 1963; a primeira apresentação completa de Giselle, em 1951, com a própria Tatiana protagonizando o espetáculo, e suas diversas remontagens no Municipal. Os mais recentes trabalhos no TM foram: Sagração da Primavera (2013) e Les Sylphides/Raymonda/Sagração da Primavera (2015).

Crédito: Rodrigo Lopes – Ana Botafogo

Sobre Ana Botafogo:

Ana Botafogo é Primeira Bailarina do Theatro Municipal do Rio de Janeiro. Nasceu no Rio de Janeiro, onde começou desde criança seus estudos de balé. Iniciou sua carreira profissional na França integrando o Ballet de Marseille, de Roland Petit. Participou de Festivais em Lausanne, Veneza, Havana e na Gala Iberoamericana de La Danza, representando o Brasil em Madri. Apresentou-se ainda em vários países da Europa e das Américas do Norte, Central e do Sul. Foi Bailarina Principal do Teatro Guaíra e da Associação de Ballet do RJ. Em 1981, ingressou no Theatro Municipal do Rio de Janeiro já como Primeira Bailarina cargo em que permanece até hoje. Entre seus muitos títulos, destacam-se o de Embaixadora da Cidade do Rio de Janeiro, o de Benemérito do Estado do Rio de Janeiro, Chevalier dans L’Ordre des Arts et des Lettres (Ministério da Cultura da França), o Troféu Mambembe-1998, a Ordem do Mérito Cultural (Ministério da Cultura-Brasil)  na classe de “Comendador”, e a Medalha Pedro Ernesto. Como artista convidada dançou com importantes companhias tais como Saddler’s Wells Royal Ballet, Ballet Nacional de Cuba,  Ballet da Ópera de Roma, entre outras. Apresentou-se em quase todo o Brasil com o Ballet do Theatro Municipal do Rio de Janeiro além de outras Companhias e Academias de Ballet. Levou também para diversas capitais brasileiras os espetáculos Ana Botafogo In Concert, Três Momentos do Amor, Suíte Floral, e Isto é Brasil, este em companhia de Carlinhos de Jesus. Em 2011 comemorou 35 anos de carreira com o espetáculo Marguerite e Armand. A divulgação e popularização da dança é uma preocupação constante de Ana Botafogo levando sua arte para os diversos cantos do Brasil. Além de sua dança, ministra também, palestras e workshops com o intuito de estimular e levar aos jovens bailarinos os encantos dessa arte e profissão. Ana Botafogo é considerada pelo público e pela crítica uma das mais importantes bailarinas brasileiras de todos os tempos.

Crédito: Michael Sasso – Nora Esteves

Sobre Nora Esteves

Primeira bailarina do Theatro Municipal do Rio de Janeiro, trabalhou no Joffrey Ballet em Nova York, na França com Roland Petit e em outras várias companhias internacionais. Primeira brasileira convidada a fazer parte do júri do Prêmio Benois de la Danse,em Moscou, no Teatro Bolshoi. Professora convidada do Ballet da Ópera de Roma, onde passou dois meses recentemente, fazendo turnê, com a Companhia, em Lodz, Polônia.

Crédito foto: Amanda Melgaço

Sobre Paulo Melgaço 

Pós- doutor e doutor em educação pela UFRJ, possui mestrado em educação, comunicação e cultura pela Uerj. Atua como professor e pesquisador na Escola Estadual de Dança Maria Olenewa desde 1993. É professor colaborador do programa de pós- graduação em ensino das artes cênicas na UNIRIO  e autor de diversos livros, entre eles: Escola Estadual de Dança Maria Olenewa 75 anos: a história que fez estórias, Escola Estadual de Dança Maria Olenewa: um sonho feito em cores, Mercedes Baptista: a criação da identidade negra na dança.

Serviço:

Theatro Municipal Palco Livre, Vale e Petrobras convidam Tatiana Leskova, Ana Botafogo, Nora Esteves e Paulo Melgaço em “Tatiana Leskova – Bailarina de Corpo e Alma”

Data: 25 de fevereiro – quinta – feira

Live às 17h

Facebook: @theatro.municipal.3

https://www.facebook.com/theatro.municipal.3

 

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here