Dragqueens fazem intervenção no Congresso Nacional

Dragqueens fazem intervenção no Congresso Nacional

A performance “TransBrasília”, de Sara Lola e Nina Paola, dia 27 de abril,  é uma das atrações do Festival Marco Zero 

Dragqueens fazem intervenção no Congresso Nacionall
Crédito: Luca Ayres

 

“Se o Congresso não vai à diversidade, a diversidade vai ao Congresso”. Esse é o propósito da performance “TransBrasília”, selecionada para a quarta edição do “Festival Internacional de Dança em Paisagem Urbana Marco Zero”. Mistura de arte e política, apresentação acontecerá no dia 27 de abril, às 10h, do lado de fora do Congresso Nacional. Sara e Nina farão uma procissão, cantando, dançando, interagindo e reafirmando que fazem parte da sociedade, da cultura e da identidade brasileira.

Elas vão representar milhões de cidadãos e cidadãs que têm os seus direitos cerceados todos os dias, país afora. A arte é o meio escolhido para expressar a luta por respeito, compreensão, amor, empatia e sororidade. Uma das músicas autorais que serão apresentadas é “A História de Mafalda”, que conta o trágico enredo de uma travesti assassinada a mando do seu amante, que não conseguiu lidar com o amor que sentia por um ser marginal. História fictícia, mas tão cotidiana na sociedade brasileira. Sara e Nina também vão falar sobre autoaceitação, reconhecimento e validação da própria identidade.

A música “Céu de Framboesa” é um encorajamento para quem ainda não assumiu o que deseja ser e/ou fazer, seja na sexualidade, na atuação profissional, na forma de se vestir ou em qualquer outro aspecto da vida.

Sobre Sara e Nina: A dupla surgiu em Brasília e vive no Rio de Janeiro atualmente. Além da cultura, arte e entretenimento, o trabalho tem engajamento em causas políticas e sociais, como a luta pelo respeito às minorias e a garantia dos direitos constitucionais.

Sobre o Marco Zero: Quarta edição do Festival Internacional de Dança em Paisagem Urbana acontece em Brasília de 26 a 30 de abril. Todas as apresentações são gratuitas e em locais públicos, como a Torre de TV, Rodoviária do Plano Piloto e Praça do Relógio. Além de performances artísticas relacionadas à arquitetura de Brasília, o Marco Zero propõe reflexões sociológicas sobre o espaço urbano e sua ocupação pelo povo, os limiares entre o corpo individual e o social, Lei do Silêncio e representatividade LGBTI, entre outros. O evento tem patrocínio do FAC, Fundo de Apoio à Cultura do Distrito Federal. Idealização de Marcelle Lago e curadoria de Flavia Meireles.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Instagram

Publicidade

  • Paixão Câmeras

Últimas

Ben Böhmer anuncia novo álbum com single “Best Life”

Ben Böhmer anuncia novo álbum com single “Best Life” Faixa estará em Bloom, próximo disco do produtor alemão, um dos destaques do house internacional  Crédito: Harvey...

Humoristas se reúnem para show solidário no Rio de Janeiro

Humoristas se reúnem para show solidário no Rio de JaneiroEvento acontece na terça-feira (21) e terá renda destinada às vítimas do Rio Grande do...

TIM Music Noites Cariocas encerra 3º temporada com shows

TIM Music Noites Cariocas, encerra a 3ª temporada, com shows no anfiteatro de um dos cartões-postais mais deslumbrantes da cidade!    Com chave de ouro, TIM...

McFly – no dia 5 – domingo, no Quaslistage

McFly dia 5 - domingo ao Quaslistage  McFly chega ao Brasil para shows de sua nova turnê mundial em São Paulo e no Rio de Janeiro, faz...

Em homenagem à Madonna, Blue Note Rio se transforma em pista de dança

Em homenagem à Madonna, Blue Note Rio se transforma em pista de dança e anuncia a festa “Blue Celebration”Pós show contará com set especial...