Clipe “Monte Olimpo”, de Douglas Mam, aborda a visão idílica da vida 

Clipe “Monte Olimpo”, de Douglas Mam, aborda a visão idílica da vida 

O artista ressalta a visão imaginativa presente na infância e termina por homenagear Ariano Suassuna na figura do personagem Chicó, de ‘O Auto da Compadecida’

Link para publicação: Douglas Mam – Monte Olimpo (Vídeo Oficial)

Trecho do videoclipe Holetrite. Créditos: Divulgação

O cantor e compositor Douglas Mam lança, no dia 25 de agosto, o clipe de Monte Olimpo, faixa inaugural de seu álbum Cine Solidão, lançado no mês de julho.  

Se o disco faz uma interlocução entre as memórias pessoais do artista e filmes emblemáticos do cinema para traçar, em 3 atos, ambiências sonoras para os marcos temporais da vida: infância, vida adulta e maturidade, a faixa que dá início ao disco traz o universo do sonho,  da imaginação e da surpresa para traduzir o mundo visto pelos olhos das crianças. 

Para Mam, há uma idealização própria da infância, quando o ser humano em formação projeta em figuras que admira algo de sobre-humano e onipotente, para criar um ambiente seguro e assim sedimentar a construção de sua própria personalidade. “Percebo que, algumas vezes, a criança prefere dar a sua própria interpretação para situações difíceis. A idealização nesta fase da vida pode ser, na verdade, uma forma de reinvenção da própria história. Monte Olimpo é sobre isso. São as projeções que cada criança faz e são os Deuses que ela cria para si e para sua própria história.”.

No clipe, a direção criativa de Luis Henri França e o roteiro de França e Gustavo San trazem essa visão idílica por meio da costura de imagens fantásticas, oníricas e cenas de filmes  como o Auto da Compadecida (Guel Arraes); Oktober (Sergei Esenstein); Paisà (Roberto Rossellini). Como em flashes de memória, o clipe ilustra esse sonhar ilimitado, próprio da infância. 

Para Mam, Chicó, um dos protagonistas d´ O Auto da Compadecida, personifica esse essa habilidade. Por isso, o artistas dedica Monte Olimpo ao personagem Chicó e seu criador ( Ariano Suassuna). Na visão de Mam, Chicó e Suassuna são adultos que preservaram o olhar infantil, fantasioso e esperançoso do mundo.

 

Ficha técnica do Clipe

Direção Criativa: Luis Henri França 

Roteiro: Gustavo San e Luis Henri França 

Edição e Motion: Luís Henri França 

Imagens de Arquivo: 

Auto da Compadecida – Guel Arraes 

Oktober – Sergei Esenstein

Orphans of the Storm – D.W. Griffith 

Paisà – Roberto Rossellini 

Um Homem com a Câmera – Dziga Vertov 

Bancos de Imagens – Envato

 

Ficha técnica da Música

Músicos:

Voz: Douglas Mam

Arranjo, baixo e gaita: Rodrigo Cambará

Violão, percussão, vocal e bateria – Lucas Gonçalves

Viola: Victor José

Teclados: João Rocchetti

 

Participação especial –  Jonavo no bandolim Nina Gottardi Viana no vocal.

 

Produção Musical:  Douglas Mam, Lucas Gonçalves, Victor José, João Rochetti e Rodrigo Cambará

Gravação em Home Studio

Mixagem e masterização: Filipe Consollini

Produção Executiva: Douglas Mam

Arte da Capa: Vito Ceccon

Assessoria de Imprensa: Nany Gottardi (Locomotiva Cultural)

Social Media: Lívia Mendes

 

Redes do Artista
https://linktr.ee/douglasmam_

 

Assessoria de Imprensa

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Instagram

Publicidade

  • Paixão Câmeras

Últimas

13ª Mostra Ecofalante de Cinema anuncia os filmes selecionados para seus programas competitivos

13ª Mostra Ecofalante de Cinema anuncia os filmes selecionados para seus programas competitivos Festival é gratuito e acontece em São Paulo entre 1 e 14...

O Los Angeles Brazilian Film Festival, LABRFF, lança o poster oficial de sua 17º edição

O Los Angeles Brazilian Film Festival, LABRFF, lança o poster oficial de sua 17º edição.   Ele é assinado pelo artista brasileiro Gabriel Fernandes, que, a partir de...

Twisters, novo longa da Warner Bros., tem estreia antecipada para 11 de julho

TWISTERS, NOVO LONGA DA WARNER BROS., TEM ESTREIA ANTECIPADA PARA 11 DE JULHO Dos produtores de Jurassic e Indiana Jones, o filme conta a história...

“Mami Wata”, filme nigeriano que premiou a diretora de fotografia brasileira Lílis Soares, e outras estreias na Filmicca em Julho

“MAMI WATA”, PREMIADO FILME NIGERIANO, E OUTRAS ESTREIAS EXCLUSIVAS CHEGAM EM JULHO NA FILMICCA **DO DIRETOR C.J. “FIERY” OBASI, “MAMI WATA” TEM DIREÇÃO DE FOTOGRAFIA DA BRASILEIRA...

Orquestra Forte de Copacabana em clima de festa junina no sábado, 29/6

Orquestra Forte de Copacabana em clima de festa junina no sábado, 29/6 Com entrada franca, orquestra carioca formada por 28 jovens da rede pública de ensino retorna...