12.2 C
Nova Iorque
sábado, abril 17, 2021

Buy now

Estreia Caixa Cultural | Aqui estamos com milhares de cães vindos do mar, de Mátei Visniec

ESPETÁCULO NA CAIXA CULTURAL RIO DE JANEIRO COMPILA PEÇAS CURTAS DO DRAMATURGO ROMENO MATÉI VISNIEC

Montagem da Cia. Os Barulhentos venceu os prêmios de Melhor Espetáculo APCA 2015 e 

Melhor Direção Aplauso Brasil 2015

 Após sucesso de público e crítica em São Paulo, o espetáculo teatral Aqui estamos com milhares de cães vindos do mar realiza curta temporada na CAIXA Cultural Rio de Janeiro de 22 de setembro a 1º de outubro (sexta a domingo). A montagem da companhia paulista Os Barulhentos, com direção de Rodrigo Spina, apresenta no Rio de Janeiro o dramaturgo romeno Mátei Visniec. A temporada oferece audiodescrição para deficientes visuais nas apresentações dos sábados (23 e 30 de setembro) e conta com patrocínio da Caixa Econômica Federal e do Governo Federal.

Ganhadora dos prêmios APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte) de Melhor Espetáculo 2015 e Aplauso Brasil de Melhor Direção 2015, a peça foi criada a partir da obra Cuidado com as Velhinhas Carentes e Solitárias. Com encenação em três atos, o espetáculo tem como uma de suas marcas, uma estética inovadora, na qual tons de cinza, branco e preto cobrem o palco, os atores e o figurino.

Incentivados pela própria liberdade dada por Visniec no prefácio do texto, o diretor e o grupo realizaram um extenso trabalho sobre a dramaturgia, no qual optou-se por entrecortar 14 das 15 peças presentes no escrito original, tendo como fio condutor um personagem cego. Inicialmente divididas em três grandes eixos – Fronteiras, Agorafobias e Desertos – as tramas fluem interligadas de forma que comecem e sejam interrompidas por outras, que, por sua vez, saem de cena para que, só então, as primeiras se finalizem.

Aqui estamos com milhares de cães vindos do mar é o resultado de um ir e vir de tipos solitários, que vivem abismos nas mais variadas formas de relações que daí se sucedem. Através de uma abordagem fragmentada, uma diversidade de temas se apresenta para a reflexão do público, entre eles: a solidão em meio à multidão; a distância entre dois seres na intimidade do lar; a opressão que se dá pelo poder direto do aparato policial ou pelo poder sutil da legalidade e burocracia; e os absurdos cometidos em nome da pátria, religião ou democracia. “Visniec valoriza o teatro enquanto arte viva, dando ao encenador a liberdade para imprimir seus questionamentos e identidade à apresentação”, revela o diretor Rodrigo Spina.

Após a temporada no Rio de Janeiro, o espetáculo segue para temporada na CAIXA Cultural Curitiba ainda em outubro de 2017.

Os Barulhentos:

A companhia surgiu no final de 2012, na capital paulista, e é atualmente composta por 10 atores sob a direção artística de Rodrigo Spina. Em seu primeiro projeto, a comédia Muito Barulho por Nada, o grupo pesquisou, por um ano, o universo Shakespeariano, buscando as fórmulas que reverberam até hoje nas artes e que formam a base das emoções do homem.

Depois, o grupo encontrou, em Visniec, uma reverberação de suas inquietudes atuais, o que resultou neste segundo trabalho, que chega agora à CAIXA Cultural Rio de Janeiro.

Mais recentemente, estiveram presentes no espetáculo Diásporas, que apresenta três histórias sobre três povos fictícios vividos por três diferentes companhias. Os Barulhentos representaram o povo do deserto somando, junto com a a Cia. Histriônica de Teatro e a Cia. Elevador e convidados, 45 atores em cena.

Para mais informações e atualizações, siga a página do grupo no Facebook: https://www.facebook.com/osbarulhentos.com.br/

Sobre o autor:

Matéi Visniec nasceu na Romênia em 1956 e desde pequeno encontrou na literatura um lugar dedicado à liberdade. Censurado durante o a ditadura de Nicolae Ceaușescu, suas peças só vieram a público em 1987, durante seu autoexílio na França, onde vive até hoje. Ter vivido sob um regime autoritário influenciou definitivamente a obra de Visniec, sendo constante o tema da inadequação do ser humano ante a máquina estatal e a solidão daí proveniente. O autor, porém, não restringe esse conflito ao jugo ditatorial, demonstrando, por meio de um texto ao mesmo tempo lírico e ácido, que a democracia também pode tolher a humanidade do indivíduo.

Ficha técnica:
Autor
: Matéi Visniec
Direção Artística: Rodrigo Spina
Elenco: Cadú Cardoso, Clara Rocha, Domitila Gonzalez, Elias Pintanel, Gustavo Pompiani, Lia Maria, Lucas Horita, Lucas Paranhos, Marina Campanatti, Murilo Zibetti
Assistente de Direção e Stand-in: Thalita Trevisani
Cenário: Moshe Motta
Figurino: Camila Fogaça
Maquiagem: Domitila Gonzalez
Sonoplastia: Rodrigo Spina e Maria Claudia Mesquita
Iluminação: Lui Seixas
Cenotécnico: Mateus Fiorentino e Isis Mara Angrisani
Design gráfico: Ed Santana

Fotografia: Domitila Gonzalez e Valérie Mesquita

Assessoria de imprensa: Edu Leah, Ana Paula Romeiro e Silvana Cardoso
Produção e Realização: Os Barulhentos

 Vídeo:

https://youtu.be/zFAVNRB9VlY

 Serviço:

Aqui estamos com milhares de cães vindos do mar
Data:
de 22 de setembro a 1º de outubro (sexta a domingo)

Horário: 19h

Duração: 110min
Local: CAIXA Cultural Rio de Janeiro – Teatro de Arena

Classificação: 14 anos

Endereço: Av. Almirante Barroso, 25, Centro (Metrô e VLT: Estação Carioca)

Telefone: (21) 3980-3815

Bilheteria: de terça-feira a domingo, das 13h às 20h
Ingressos: R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia). Além dos casos previstos em lei, clientes CAIXA pagam meia

Lotação: 80 lugares

Acesso para pessoas com deficiência

Sessões com audiodescrição nos dias 23 e 30 de setembro (sábados)

Patrocínio: Caixa Econômica Federal e Governo Federal

 

Assessoria de Imprensa da CAIXA Cultural Rio de Janeiro (RJ)

www.caixacultural.gov.br | @imprensaCAIXA

https://www.facebook.com/CaixaCulturalRioDeJaneiro

 

Ana Paula Romeiro

Assessoria de Imprensa

Related Articles

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisement -

Latest Articles