22 C
Nova Iorque
sexta-feira, outubro 15, 2021

Buy now

MIS RJ abre seu baú musical através da nova rádio web

MIS RJ abre seu baú musical através da nova rádio web
 
 
Ouvintes de diversos países já escutam gravações de pérolas da MPB, agora disponíveis ao público
 

Para ter acesso ao imenso acervo fonográfico do Museu da Imagem e do Som do Rio de Janeiro (MIS-RJ), não é preciso mais se deslocar até a sede da instituição, na Lapa. Clássicos da Música Popular Brasileira, que foram abandonados pelas estações FM, agora podem ser ouvidos em qualquer canto do mundo através da Rádio MIS RJ, disponível gratuitamente na internet. Mais de 7 mil ouvintes já se conectaram com esse conteúdo de notável qualidade artística e inestimável valor histórico, sendo que a maioria deles é do exterior.

Gravações de pérolas de Pixinguinha, Lamartine Babo, Dorival Caymmi, entre outros mestres do cancioneiro nacional, que estavam guardadas nos arquivos da casa, podem ser ouvidas em qualquer computador ou celular. A qualidade do repertório, que inclui sambas, chorinhos, marchas e bossa nova, está atraindo ouvintes de outros estados brasileiros e até dos Estados Unidos, Argentina, Canadá, Irlanda e frequentemente de Portugal.

A rádio, que funciona 24 horas por dia, tem seu repertório selecionado a partir dos acervos que compõem o museu. Grande parte da fonte das músicas vem do arquivo da antiga Rádio Nacional, que marcou época principalmente nas décadas de 1930, 40 e 50. Gravações em acetato, LPs, fitas de rolo e outros suportes foram digitalizadas para a realização da transmissão pela internet e podem ser ouvidas através do site do Mis ou pela rádio web http://www.radiomisrj.com.br.

– Mais do que Ibope, estamos procurando difundir esse material maravilhoso que ficava mais restrito aos pesquisadores. Depois dessa fase inicial, queremos produzir programas com temáticas específicas a partir de levantamentos que estamos fazendo. Os funcionários do MIS estão muito empenhados na pesquisa e estamos proporcionando essa democratização sem praticamente custo adicional – ressalta o presidente do MIS, Cesar Miranda Ribeiro.

Um dos primeiros programas especiais da Rádio MIS é o “Frequência MIS”, com 16 episódios, sempre lançados às sextas-feiras, às 12h. As gravações são feitas no estúdio da SECEC, na Biblioteca Parque Estadual, no Centro. A locução é de Aline Soares, historiadora responsável pelo Setor Educativo do MIS, e de Pedro Dias, músico, museólogo, responsável pelo Setor Sonoro da instituição. Os primeiros episódios foram sobre o compositor carioca Lamartine Babo (1904-1963), mas outros grandes nomes serão apresentados, sempre com foco na vida e obra desses mestres da MPB. A preocupação em passar informação histórica também está presente nas notas que contam curiosidades dos artistas, intituladas “Folhetim MIS RJ”, lidas ao longo da programação.

Rádio MIS RJ é compartilhada pela SECEC
A partir de hoje, a rádio MIS estará disponível também com acesso permanente no site da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa (www.cultura.rj.gov.br). Em breve, o conteúdo poderá ser acessado através de aplicativo de celular para Android e OS/2.

– Poder compartilhar este belo e histórico acervo do MIS para todos, através das plataformas digitais vai de encontro com a democratização do acesso à cultura que estamos promovendo. Temos verdadeiras relíquias musicais disponíveis para todos. A Rádio MIS já surge como um verdadeiro patrimônio do resgate cultural que estamos promovendo – disse a Secretária de Estado de Cultura e Economia Criativa, Danielle Barros.

Related Articles

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisement -

Latest Articles