22.1 C
Nova Iorque
quarta-feira, setembro 22, 2021

Buy now

Arquiteto Leandro Rhiaff dá alternativas para não deixar o orçamento do projeto tão caro

Com alta nos materiais de obra, arquiteto Leandro Rhiaff dá alternativas para não deixar o orçamento do projeto tão caro

‘É possível fazer escolhas inteligentes e deixar a casa linda e sustentável’, afirma o profissional que é o queridinho da classe A+ carioca

A pandemia trouxe mudanças significativas para todas as áreas, inclusive para a arquitetura. O escritório foi para dentro de casa e as pessoas precisaram adaptar seus lares para que o Home Office não atrapalhasse a dinâmica familiar. De acordo com o arquiteto Leandro Rhiaff, o impacto dessa nova realidade encareceu e muito os materiais usados nos projetos arquitetônicos.

“Quem decidiu executar a reforma ou decoração de sua casa para viver melhor nesses tempos de pandemia, certamente foi surpreendido pelos preços dos materiais básicos como cimento, areia e tijolos cerâmicos”, pontua o profissional que explica o que fez com que esse aumento ocorresse: “A Lei da oferta e demanda ditou as regras nos últimos tempos na construção civil. Com a procura em alta, os preços chegaram a subir muito”.

Leandro Rhiaff enxerga no momento que vivemos, uma oportunidade clara de mudança nas casas, com projetos criativos e que tragam conforto e aconchego para quem mora lá e declara que tem como fazer tudo isso sem gastar tanto: “Como arquiteto, posso dizer que criatividade faz toda a diferença para quem quer viver em um ambiente bonito economizando”. Ele reitera a importância de fazer boas escolhas na hora de pensar em um projeto: “Mesmo que, dependendo do tipo de construção, não seja possível deixar de usar cimento, areia e tijolos na construção civil brasileira, é possível fazer escolhas inteligentes, optando por alternativas regionais de materiais e revestimentos, o que deixará a casa linda e sustentável”.

“Trocar mármores e granitos por porcelanatos modernos high-definition de alta durabilidade, por exemplo, é uma ótima iniciativa”, diz Leandro que continua: “Optar por usar revestimentos de parede somente em áreas molhadas como boxes, optando por utilizar pintura nas outras paredes, mesmo em banheiros, é uma iniciativa moderna e linda”.

arquiteto Leandro Rhiaff dá alternativas para não deixar o orçamento do projeto tão caro

Sustentabilidade é a palavra chave da arquitetura moderna e, parece ser também, a da economia. “Aproveitar a luz natural, abrindo janelas e claraboias, vai baratear muito a conta de energia ao final de cada mês”, afirma o arquiteto, dando mais uma dica, um verdadeiro pulo do gato para a sua obra: “Utilizar sensores de presença também é um investimento que valerá a pena para o bolso e para o planeta”.

Estratégias que valem ouro

Beleza, economia e rapidez. É a tríade que todos querem quando desejam mudar algo em suas casas. Projetos longos e maçantes não tem mais vez em um mundo que está a todo momento em movimento. Leandro Rhiaff pontua algumas estratégias que ajudam nesse embate. “Na hora de aplicar o emboço sobre as paredes internas novas, que é aquela camada de acabamento feita em cimento, opte pelo gesso projetado, uma massa de gesso que é aplicada diretamente sobre a parede de tijolos e que é uma solução moderna, rápida, barata e que fica com o acabamento lindo”.

Se o cimento está com um alto valor de custo, a ideia é diminuir o seu uso. “Paredes de tijolos maciços aparentes e a mescla entre a madeira e a alvenaria dão um charme muito especial às obras de retrofit. E com essa estratégia, diminui-se muito o uso de cimento na construção”, explica o profissional que dá mais um conselho: “Uma dica é optar pelo uso de gesso acartonado, o famoso drywall, nas paredes internas da casa. Mais barato e de execução super-rápida, fácil e limpa, o gesso acartonado permite até que a obra demore menos tempo”.

Ele ainda ressalta o quanto é menos custoso buscar soluções que já existem no mercado: “Uma boa opção pra economizar, também, é escolher esquadrias, janelas, portas, grades e basculantes de tamanho padrão, vendidos por grandes fabricantes. Lembre-se que todo produto sob medida é mais caro”.

Conexão com o projeto

Soluções padrão, não significam que o resultado não possa ser do seu gosto pessoal. O Arquiteto ressalta que fazer um projeto que traga a alma do cliente é primordial. “É muito importante, contudo, que a construção ou reforma seja personalizada, cheia de itens de afeto, cores acolhedoras, materiais modernos, beleza em cada detalhe e conforto”, pontua Leandro Rhiaff que finaliza: “Um bom projeto arquitetônico sempre irá respeitar o planejamento orçamentário e os gostos do usuário. A escolha de materiais mais baratos não torna necessariamente impessoal e corriqueiro o projeto. Com criatividade, sem abrir mão da qualidade, a satisfação estará garantida”.

Carioca de 37 anos, Leandro formou-se na Universidade Federal do Rio de Janeiro há 13 anos, mas sua paixão pela arquitetura vem desde a infância. Com apenas 10 anos, seus desenhos começaram a chamar a atenção de amigos e familiares. Hoje, com mais de 80 projetos concluídos, Rhiaff se destacou entre a classe A+ carioca e carrega em seu currículo a especialização em Arquitetura de Luxo, formação completa em Coaching, formação em Análise de Perfil Comportamental e palestrante.

 

arquiteto Leandro Rhiaff dá alternativas para não deixar o orçamento do projeto tão caro

www.instagram.com.br/leandrorhiaff

Informações para a imprensa:

Aline Nobre – [email protected]

Lucas Pasin – [email protected]

Adriana Hercowitz – [email protected]

Related Articles

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisement -

Latest Articles