Diogo Nogueira completa a trilogia audiovisual “Samba de Verão”

0
210

DIOGO NOGUEIRA COMPLETA A TRILOGIA AUDIOVISUAL “SAMBA DE VERÃO” COM LANÇAMENTO DO ÁLBUM “CÉU”

Diogo Nogueira

Link para assistir “Samba de Verão – Lua”

https://drive.google.com/file/d/1pjvPi6Tp83j_3p00ykjWmBJIs6jRiU8j/view?usp=sharing

A trilogia “Samba de Verão”, projeto audiovisual do cantor Diogo Nogueira se completa com a chegada do álbum “Lua”.

Após o lançamento dos álbuns Sol” e Céu, que contaram com a participação especial de Zeca Pagodinho e do Grupo Fundo de Quintal, agora é a vez do álbum “Lua”, que terá lançamento nas plataformas digitais e no canal do youtube do Diogo (diogo.no/youtube) nessa sexta, dia 05/03.

O projeto “Samba de Verão”, gravado numa balsa, na Baía de Guanabara, ganhará um especial com os melhores momentos dos álbuns “Sol”“Céu” “Lua” no Canal Multishow, que serão exibidos no dia 06/03, sábado, às 16h. No dia 12/03 será apresentado na íntegra no Canal Bis, às 19h.

 “Ah, meu irmão Diogo, como a gente tava precisada disso!” – escreveu Pedro Bial na apresentação do projeto. “Precisava você para nos lembrar que vivemos no Rio, onde bate o coração do Brasil. Um Brasil de saúde e alegria, paz e amor – tudo que parece andar em falta… É isso, o samba de Diogo Nogueira: onde estava escuro, clareia; onde triste, sorri; onde mudo, solta a voz. Não é licença poética, é constatação: em tempos de doença, chama a saúde de volta, entre tanta morte, canta a vida”.

O álbum “Lua” tem nove músicas no total de 24 canções de todo o projeto e abre com a eletrizante “Vai Embora Não”, inédita dos feras Rodrigo Leite e Claudemir, faixa que promete ser sucesso nas pistas e nas rodas de samba. O álbum traz mais uma novidade, “Cadê?”, a primeira parceria de Diogo com Moacyr Luz que traz a singeleza da sua poesia para o “Samba de Verão”.

– “Nosso samba fala de amor. Da paixão que está perto da gente e a gente não vê”, conta Moacyr Luz. “Assisti a gravação do projeto todo numa sala envidraçada de frente pra Baía de Guanabara e não consegui disfarçar a ansiedade. Ela seria a 17ª de um roteiro de atrações, o que me deixou roendo as unhas feito um adolescente no Méier. Pensei no Diogo cantando desde cedo, três vezes cada samba, em como estaria a sua voz… E surge da alma uma interpretação só possível ao artista consagrado. Ainda me acenou com o seu sorriso generoso, falou meu nome e o coração disparou. É coisa pra nunca mais esquecer…”

Se o projeto já tinha citações a Beth Carvalho, Jovelina Pérola Negra, Luiz Carlos da Vila, Fundo de Quintal e Zeca Pagodinho, o álbum “Lua” dá “Aquele Abraço” em Gilberto Gil, no poeta Jorge Aragão, celebrado no medley de “Ontem”, “Minta Meu Sonho” e “Já é”. O repertório fica completo com as inéditas “Patrimônio Mais Nobre” (Gabrielzinho de Irajá e Waltis Zacarias) “Um Pedido” (Sombra e Carlos Caetano), além de sambas que reverência mestres como Reinaldo em ”Onde Está?”, além dos caciqueanos Arlindo Cruz, Sombrinha e Zeca em “São José de Madureira” e “Nascente da Paz”.

Em toda sua trajetória Diogo sempre teve um olhar para o futuro, trazendo novidades, sem esquecer o passado e traz com carinho e propriedade todos os gêneros do samba. 

– “‘Lua’ fecha a trilogia e abre nossos corações para a noite quente e acolhedora, em que os olhos de Diogo Nogueira nos sinalizam novos tempos, mais suaves, mais amigos, hora de reconciliação entre Brasil e brasileiros”, completou Bial.

Este repertório será mostrado brevemente em shows. Os cariocas serão os primeiros a assistir ao show já programado no Vivo Rio para o dia 10 de abril, casa em que já gravou dois DVDs e cantou inúmeras vezes. No dia 03 de julho será a vez dos paulistas assistirem o show no Unimed Hall em São Paulo.

 

Debs Comunicação
Assessoria de Imprensa
Mary Debs

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here