Instituto Carlos Chagas atende mais de mil mulheres em situação de vulnerabilidade social

MAIS DE MIL MULHERES EM SITUAÇÃO DE VULNERABILIDADE SOCIAL FORAM ATENDIDAS EM INICIATIVA DO INSTITUTO CARLOS CHAGAS 

Projeto Menina-moça, Mulher comemora 1 ano de atuação com a oferta de consultas gratuitas em clínica médica, ginecologia, detecção de sífilis e HIV, dentre outros amparos 

Apoio na regularização de documentos, cursos de capacitação para a geração de trabalho e renda, suporte emocional e habilidades comportamentais, além de atendimentos ginecológico e psicológico gratuitos. Estes são alguns dos serviços oferecidos pelo “Projeto Menina-Moça, Mulher” do Instituto Carlos Chagas que está comemorando 1 ano no próximo dia 15 de agosto. A iniciativa, que busca contribuir na diminuição do número de pessoas em situação de vulnerabilidade social sem assistência médica e social, já atendeu mais de mil mulheres com educação em saúde, direitos reprodutivos e sexuais, acesso aos métodos contraceptivos e preservativos, dentre outros.

Segundo estimativa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e o IPEA, houve crescimento de 211% na população em situação de rua do Brasil e iniciativas como essa são extremamente necessárias. Como profissional responsável pelo projeto, Ricardo Cavalcanti Ribeiro, presidente do Instituto Carlos Chagas, ressalta a importância de os atendimentos prosseguirem. “Já tivemos mais de 1900 mulheres participando de oficinas de capacitação, empregabilidade e sensibilização. Neste um ano, quase 200 oficinas puderam fazer um pouco de diferença na vida dessas mulheres. O projeto foi pensado para todas as mulheres em situação de vulnerabilidade que precisem de atendimento especializado” complementa.

Buscando também trabalhar a arte, leitura e cultura com as participantes, na mesma data será lançado o Poesia que Liberta, direcionado para a leitura, na sede do projeto. O escritor, embaixador da iniciativa e ex-morador de rua, Leo Motta, também pretender levar as participantes para conhecer espaços culturais do Rio de Janeiro. A iniciativa atende mulheres a partir de 12 anos na Av. Mem de Sá, 254, Lapa, e já está sendo visto como referência para implementação em outros estados e países. Representantes da embaixada de Honduras já visitaram o Projeto para implementação internacional, assinando termo de cooperação técnica entre o Instituto Carlos Chagas e o Governo de Honduras.

Imagens: Link
 

Serviço:

Projeto Menina – Moça Mulher (Instituto Carlos Chagas)

Endereço: Avenida Mem de Sá, 254 – Lapa – Rio de Janeiro

Horário de funcionamento da casa: Segunda a sexta-feira, das 9h às 18h

 

Abs,
 

Michael Fernades
Assessoria de Imprensa
Trevo Soluções em Comunicação

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Discover

Sponsor

spot_imgspot_img

Latest

Cultura do Estado lança edital exclusivo para bandas de rock

Cultura do Estado lança edital exclusivo para bandas de rock Investimento de R$ 1,5 milhão vai contemplar bandas que apresentem composições originais   Rockeiros e rockeiras do...

Manu Bahtidão se consagra como uma das artistas mais ouvidas do Brasil ao atingir top 5 do Spotify com ‘Torre Eiffel’

Manu Bahtidão se consagra como uma das artistas mais ouvidas do Brasil ao atingir top 5 do Spotify com ‘Torre Eiffel’   A faixa está muito...

13ª Mostra Ecofalante de Cinema anuncia os filmes selecionados para seus programas competitivos

13ª Mostra Ecofalante de Cinema anuncia os filmes selecionados para seus programas competitivos Festival é gratuito e acontece em São Paulo entre 1 e 14...

Natascha Falcão faz show de lançamento do EP “Universo de Paixão”

Natascha Falcão faz show de lançamento do EP “Universo de Paixão” Cantora pernambucana indicada ao Grammy Latino apresenta seu terceiro disco ao público dia 18 de...

Dino Fonseca se apresenta dia 19/07 no Qualistage

Dino Fonseca se apresenta dia 19/07 no Qualistage Dino Fonseca, o talentoso cantor e compositor de Uberlândia, vai levar sua turnê Acoustic Sessions para o...